Igreja preocupada com aumento de ateísmo em futebolistas: diminuição de 50% de bênçãos durante as substituições

João Henrique 1 de Novembro de 2009

O Padre Joaquim Carreira das Neves acaba de apresentar uma análise estatística que denuncia o crescente ateísmo e a redução de fé nos futebolistas da Primeira Liga.

“O jogador que entra a substituir outro, ou não se benze, ou fá-lo com muito pouca qualidade. Estou a falar de uma tendência que se acentuou na última década. Temos um elevado número de jogadores que fazem bênçãos incompletas e à pressa. A fase “Espírito Santo” da bênção tem sido a mais prejudicada. Eles até fazem “Pai e Filho” mas depois esquecem-se de tocar nos ombros. O ombro esquerdo, então, caiu 90%. É preocupante. Agora nem chegam a tocar na relva. Quando olham para o céu, não estão a olhar para o Senhor, mas apenas estão a posar para uma câmara panorâmica que está no estádio”, lamentou o padre.

Tópicos

Últimas

Do arquivo