Filosofia para crianças: Platão provoca cólicas e Kant não ajuda a arrotar

João Henrique 29 de Outubro de 2009

A Filosofia para Crianças, moda recente que se dispõe a aumentar o desenvolvimento do raciocínio, o desenvolvimento cognitivo, afectivo e social das crianças, poderá também ser prejudicial.

Segundo algumas investigações recentes, alguns autores poderão mesmo ter contra-indicações e poderão ter de ser retirados do mercado. “São Tomás de Aquino poderá aumentar as probabilidades da criança ser vítima de bullying, Michel Foucault leva a criança a ser um “queixinhas”, Albert Camus leva os putos a serem ansiosos, ciumentos, possessivos, a chamarem a atenção por tudo e por nada e a apaixonarem-se pelos amigos imaginários sem serem correspondidos. Hegel, Espinoza ou John Locke não fazem nada de especial, apenas provocam enurese nocturna até aos 30 anos de idade”, ironizou o investigador.

Tópicos

Últimas

Do arquivo