Novo líder do PSD poderá ser estrangeiro

Fábio Benídio 15 de Outubro de 2009

Pedro Passos Coelho anunciou formalmente que é candidato a líder do PSD, mas não foi o primeiro, tendo sido batido por cerca de trezentas outras pessoas, que também sofrem de ejaculação política precoce.

Contudo, os Tinos de Rãs do PSD, como lhes chamou Morais Sarmento, não dão confiança à Comissão Política do partido, que está já à procura de um novo líder no estrangeiro, numa jogada que é apelidada pelos politólogos e pelo Rui Santos como uma espécie de Scolarização da política partidária.
“Alguém vindo de fora estará em melhor posição para a limpar o partido, tal como o Scolari limpou a selecção. E o Pedro Passos Coelho bem pode vir a ser o Vítor Baía do PSD”, afirmou o comentador desportivo antes de ser espancado por uma turba de jotinhas à saída de SIC.

Tópicos

Últimas

Do arquivo