Metropolitano de Lisboa vai ter ‘linha cor de burro quando foge’

Vítor Elias 10 de Setembro de 2009

Com a decisão de construir mais 33 estações de metropolitano em Lisboa, Ana Paula Vitorino tem de pensar em novas cores para nomear as linhas, mas não está fácil. “Já temos linhas com nomes previsíveis de três cores primárias, o vermelho, o azul e o verde, e uma com nome de cor composta, o amarelo. Por isso amos usar mais cores compostas, o ciano e o magenta, mesmo correndo o risco de as linhas ficarem conhecidas na gíria por ‘Linha Cigano’ e ‘Linha Nojenta’.

Mas, com tanta estação, isso não basta”, explicou a secretaria de Estado dos Transportes. “Somos obrigados a apostar em cores menos conhecidas, como na ‘Linha Burro Quando Foge’, na ‘Linha Amarela-Icterícia’ ou na ‘Linha Lividez-Post Mortem’, a que vai unir o Bairro Alto à Cova da Moura”.

Tópicos

Últimas

Do arquivo