Penas suspensas estão a ser substituídas por trabalho voluntário ou andar de crocs na rua durante três anos

Inimigo Público 12 de Agosto de 2009

Alguns tribunais estão já a adoptar novas medidas nas condenações que passam por juntar actividades filantrópicas a situações que têm tido bom retorno pedagógico.

“Estamos cientes de que não é suficiente a pessoa reparar o mal que foi feito através de actividades que ajudam a valorizar o indivíduo e a reforçar o seu papel social. Um indivíduo que é condenado a andar de crocs durante três anos vai conseguir compreender muito mais facilmente que não deverá repetir o erro porque não existe situação mais humilhante que ser gozado na rua por ser o mais foleiro dos foleiros”, afirmou um juiz.

Tópicos

Últimas

Do arquivo