Foragido do Caso Passerelle apanhado com passaporte que Maria João Pires deitou fora

Mário Botequilha 21 de Julho de 2009

Serviço especial de José Milhazes para o IP – Alfredo Morais, o ex-agente da PSP condenado no processo “Máfia da Noite”, foi caçado a tentar passar a fronteira entre a Lituânia e a Letónia com documentação falsa. Morais vestia uma pele de rena, uma peruca à Jorge Jesus e mostrou o passaporte que Maria João Pires deitou fora quando desistiu da nacionalidade portuguesa.

“Vimos logo que a papelada não era dele”, disse uma autoridade lituana ao IP. “O sôr Morais disse-nos que se chamava Maria João Pires e tal. Aí, o meu colega atira-lhe: ‘Ai é? Então toque lá as Variações Goldberg, ó D. Maria João…’ Só que, quando o mânfio pôs as unhas no piano da esquadra, só conseguiu tocar ‘Se eu fosse um dia o teu olhar’, do Abrunhosa. Vai daí, telefonámos para o SEF.”

Tópicos

Últimas

Do arquivo