‘A a Z da Educação’ começa em ‘aselhice’ e acaba em ‘zero’

Vítor Elias 26 de Junho de 2009

O documento “A a Z da Educação”, no qual o Ministério da Educação relembra o trabalho feito nos últimos quatro anos, com entradas que compreendem todas as letras do alfabeto, começando em “aselhice”, “burrice”, “casmurrice” e “desleixo”, para acabar com entradas como “prepotência”, “vergonha” ou “zero”, esta última referente aos resultados alcançados pela reforma da Educação.

Não existem entradas começadas por “w” e “y” porque o Ministério da Educação desconhece que já fazem parte do alfabeto português. De referir que Jaime Silva encomendou um dicionário semelhante para o seu ministério, intitulado “A a Z da Agricultura”, que começa com a palavra “abrótea”.



Tópicos

Últimas

Do arquivo