PP deixa de ser partido do táxi e passa a ser partido do skate

António Marques 9 de Maio de 2009

Uma recente sondagem IP/ Universidade Católica/ Promoção de 5 quilos de febras de porco a 3 euros e 40 de 10 a 13 Maio no Carrefour / mostra que o PP praticamente vai desaparecer do mapa eleitoral após as 3 eleições que se avizinham, que farão ao partido o que Vale e Azevedo, Manuel Vilarinho e Luis Filipe Vieira fizeram ao Benfica.

Desta forma, aquele que há uns anos foi considerado “o partido do táxi”, pelo facto do grupo parlamentar ser composto por apenas 4 deputados, vai a partir de agora ter a designação do “partido do skate”, caso se confirmem as expectativas mais optimistas. Se o pior cenário acontecer, como tudo indica, o partido de Paulo Portas vai ser conhecido por “partido número de fãs dos UHF” ou pelo “ partido número de mulheres com que um actor português foi para a cama”.

Tópicos

Últimas

Do arquivo