Carlos Queirós vai pintar barba da mesma cor do cabelo de Madaíl

Inimigo Público 2 de Abril de 2009

IP/ Reuters – A barba fica. O departamento jurídico da Federação Portuguesa de Futebol informou o seleccionador nacional de que só poderá voltar a barbear-se quando a selecção nacional marcar dois golos em jogos oficiais, e não em partidas a feijões como o de terça-feira com a África do Sul que serviu apenas para Ronaldo engatar duas suíças e o sobrinho taxista de Isaltino Morais comprar o passe de João Moutinho.

O INIMIGO ON-LINE apurou que há uma enorme sintonia entre Queirós e Madaíl: o treinador não só vai manter a barbaça, como irá pintá-la da mesma cor que o presidente federativo escolher para o seu cabelo, em cada semana, nas prateleiras do Lidl. MB



Tópicos

Últimas

Do arquivo