Lisboa vai chamar-se Nova Luanda

Inimigo Público 2 de Abril de 2009

Luanda é a nova capital de Portugol, o mega-estado lusófono nascido da geminação de Portugal com a Sonangol.

Ganhou asas o projecto de 50 anos de Marcello Caetano (os Estados Portugueses Unidos), a proposta de Spínola em “Portugal e o Futuro” (“Portugal é e deve ser cada vez mais um país africano do que europeu”) e o sonho de Luís Filipe Vieira (um ataque com Nuno Gomes e Mantorras). Marcelo, Spínola e Vieira forneceram os alicerces de um desígnio que, já em 1950, 1974 e 2000, previa a transferência da capital do império para Luanda. Lisboa passa a ser a Nova Luanda e o Huambo a Velha Lisboa. A visita de José Eduardo dos Santos, esta semana, a Lisboa, deu o impulso final a um negócio que se adivinhava desde a divulgação do português ao estilo planalto do Huambo dos portáteis Magalhães. Dos Santos será o novo presidente do país e já nomeou Alberto João Jardim como ministro das Obras Públicas e Mesquita Machado como Presidente da Câmara de Nova Luanda.
Até à hora de fecho desta edição, decorriam negociações intensas entre Luís Amado e os angolanos para que a Sonangol aceitasse a integração de Gondomar, Felgueiras e Oeiras no novo Dubai africano. A Sonangol prefere permutar os três concelhos por um T2 de férias para o presidente dos Santos em Armação de Pêra.

Tópicos

Últimas

Do arquivo