Lei da cópia privada: partos passarão a ter pagamento de taxas à SPA, pois o cérebro humano é considerado um suporte de armazenamento

Por João Henrique

A lei da cópia privada, apresentada pelo PS, para além de taxar discos rígidos, telemóveis, MP3 e multifunções para compensar os autores de produtos culturais e para combater a pirataria, vai tornar os partos mais caros.

Segundo a tabela da Proposta de Lei, o custo de um parto passa a estar sujeito a uma taxa de 1 cêntimo por cada 100 milhões de neurónios do bebé. A lei também procura taxar a qualidade e potencial de armazenamento, sendo que um parto pagará uma taxa de 5 cêntimos por cada 100 milhões de neurónios se os pais forem doutores, pois o puto receberá mais estímulos culturais e intelectuais. JH



SIGA-NOS NO FACEBOOK


Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.





SIGA-NOS NO FACEBOOK

Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.


(0) Comentários
Comentar

20.9.2013