Secretário-de-Estado Pedro Nuno Santos assume publicamente que é gay, negro e refugiado

Vítor Elias 24 de Agosto de 2017

Depois de Graça Fonseca ter assumido, numa declaração política, ser homossexual, o colega de Governo Pedro Nuno Santos assumiu hoje, em comunicado oficial, ser homossexual, mulher, negro e refugiado muçulmano, não tendo ainda certeza se não será também deficiente motor e leitor das obras do Gustavo Santos. o secretário-de-Estado Eurico Brilhante Dias também saiu do armário e assumiu oficialmente ser um segurista vendido, enquanto o secretário-de-Estado Marcos Perestrelo assumiu publicamente ser um boy do José Sócrates e metade dos restantes secretários-de-Estado assumiram ser parentes do ministro Vieira da Silva.

Tópicos

Últimas

Do arquivo