Passos mantém narrativa: “Vitórias do Benfica e de Salvador, crescimento do PIB e visita do Papa devem-se ao governo anterior”

Mário Botequilha 16 de Maio de 2017

Passos Coelho não desarma. O ainda presidente do PSD telefonou esta manhã para O INIMIGO para informar que a actual onda de euforia nacional só aconteceu devido à bela herança deixada pelo governo que ele formou com Cavaco, Portas e Dijsselbloem. “O campeonato do Benfica, as descobertas do André Silva e do Gelson, a vitória do Salvador, o crescimento do PIB e a visita do Papa foram decisões do meu governo. Só com o terço da Vasconcelos é que não temos nada a ver”, reclamou o senhor.

Tópicos

Últimas

Do arquivo