Primeira edição do livro de Cavaco Silva esgotou porque Carlos Santos Silva ouviu dizer que era sobre José Sócrates e comprou todos os exemplares

Vítor Elias 23 de Fevereiro de 2017

A primeira edição de “Quinta-feira e Outros Dias” esgotou no próprio fim-de-semana em que foi lançado porque, ao que o IP apurou, Carlos Santos Silva ouviu dizer que o tema era o José Sócrates, pensou que tinha sido o melhor amigo a escrever o livro e açambarcou todos os exemplares, tendo sobrado apenas um para o juiz Rui Rangel. António Lobo Antunes ficou com ciúmes do sucesso editorial de Cavaco Silva, temendo que se adiante na corrida ao Nobel da Literatura, pelo que começou a escrever o novo romance, “Não Entres Tão Depressa Nesse Processo Judicial Obscuro”.

Tópicos

Últimas

Do arquivo