Cavaco Silva revela em livro que as ‘boas notícias’ de José Sócrates eram ‘notícias falsas’ produzidas por hackers em computadores ‘Magalhães’

Vítor Elias 16 de Fevereiro de 2017

Cavaco Silva apresenta hoje “Quinta-feira e Outro Dias”, no qual escalpeliza o período presidencial que coincidiu com os governos de José Sócrates, durante os quais “desconfiava das boas notícias” do primeiro-ministro sobre economia. Cavaco Silva sabia que os boas novas sobre o controlo do défice eram “fake news” produzidas pelo obscuro colectivo de hackers Mikhail Abrantov em computadores “Magalhães”, apesar de Fernanda Câncio garantir que tinha almoçado um bife tártaro com Mikhail Abrantov em pessoa. Cavaco Silva também desconfiava que o Pedro Passos Coelho era um espião russo.

Tópicos

Últimas

Do arquivo