Frase de Marcelo sobre Centeno ‘eventual erro de percepção mútuo na transmissão das suas posições’ substitui clássico ‘não és tu, sou eu’

Mário Botequilha 14 de Fevereiro de 2017

O presidente da república emitiu ontem um comunicado, quase à meia-noite, quando a noite ainda era uma criança, em que refere que o ministro Centeno admitiu um “eventual erro de percepção mútuo na transmissão das suas posições” na bela caldeirada que fez com a contratação de Domingues para a CGD. O eventual erro de percepção mútuo na transmissão das suas posições, apesar de ninguém perceber bem o que isto significa, já se tornou na frase-chavão para acabar relações e tomou o lugar dos históricos “não és tu, sou eu”, “não és tu, é a tua irmã” ou “não és tu, nem é a ontologia, é a Volta a França”.

Tópicos

Últimas

Do arquivo