220 generais custam ao Estado quase 14 milhões de euros e por isso vão invadir o Iraque para trazer petróleo e compensar os salários

Vítor Elias 13 de Fevereiro de 2017

As Forças Armadas gastam 13,9 milhões de euros apenas com os salários dos generais no activo e na reserva e portanto o ministro Azeredo Lopes mandou-os invadir o Iraque para trazerem barris de petróleo e fazerem valer o que custam. O único que não precisa ir é o general Loureiro dos Santos que aparece tantas vezes na televisão que já assinou um contrato de patrocínio com uma marca desportiva.

Tópicos

Últimas

Do arquivo