Paulo Portas tinha-se convertido ao protestantismo antes de ir à missa do patriarca

Vítor Elias 8 de Julho de 2013

A presença de Paulo Portas da primeira missa do novo patriarca de Lisboa causou choque em Passos Coelho, pois o líder do CDS-PP tinha, um dia antes, enviado uma carta ao Vaticano na qual dizia desistir da fé católica de maneira irrevogável, para abraçar o luteranismo. Um dia depois, porém, voltou com a palavra atrás, apareceu na missa do patriarca e garantiu que, quando acabar a legislatura, entrará para um convento de frades franciscanos. VE 

Tópicos

Últimas

Do arquivo