Assessores dos ministros vão poder receber subsídio de Natal porque têm um estatuto semelhante às renas do Pai Natal

Vítor Elias 30 de Agosto de 2012

Os diversos assessores dos ministros não apenas receberam este ano o subsídio de férias como receberão ainda, daqui a alguns meses, o subsídio de Natal.

Ao que o IP apurou junto de Miguel Relvas, isto apenas é possível porque os assessores não têm o estatuto de funcionários públicos, antes de renas do Pai Natal, aqueles animais que assessoram a famosa figura imaginária na qual apenas as crianças e os idiotas inimputáveis acreditam, tal como apenas as crianças e os idiotas inimputáveis acreditam nos ministros deste Governo, como, por exemplo, Álvaro Santos Pereira e Assunção Cristas, que não passam de personagens de ficção, como o Pai Natal ou o Topo Gigio. O facto de os assessores apenas andarem para ali sem que se perceba o que fazem também explica o facto de terem recebido subsídio de férias no Verão, pois também gozam de um estatuto semelhante às louras mamalhudas que raramente falavam e se limitavam a estarem na praia ao lado do David Hasselhoff na série “Marés Vivas”. VE

SIGA-NOS NO FACEBOOK


Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.

Tópicos

Últimas

Do arquivo