Governo anuncia linha para Badajoz que só tem continuidade na Grécia, Itália e Irlanda

Mário Botequilha 2 de Abril de 2012

A linha de bitola europeia, entre Sines e Badajoz, anunciada por Pedro Passos Coelho, não tem seguimento garantido no outro lado da fronteira e liga directamente aos restantes países do grupo PIIGS, por transbordo para ciclovia ou ferry, a Grécia, Itália, Irlanda e Madeira (com estatuto de observador/devedor).

Segundo o INIMIGO PÚBLICO apurou, os espanhóis estão fartos das mudanças constantes de política ferroviária portuguesa e pediram a Fábio Coentrão para pôr ordem nisto. Coentrão já mandou uma SMS ao Álvaro (“Cumé? Man, ve lá çeNa do quimbóio. Expanoles tao buéda fddos”). O ministro pretende que a rede portuguesa seja convertida à bitola europeia, mais curta do que a bitola ibérica mas, ainda assim, maior do que a bitola do comboio da Costa da Caparica. MB

SIGA-NOS NO FACEBOOK


Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.

Tópicos

Últimas

Do arquivo