Cientistas descobrem que maioria das moscas sexualmente frustradas que se mete nos copos acaba a noite a dormir com um mosquito feio

Vítor Elias 24 de Março de 2012

Cientistas norte-americanos da Universidade do Missouri descobriram que, tal como os humanos, as moscas macho também se enfrascam em álcool quando são rejeitadas pelas fêmeas.

Ao que o IP apurou, as moscas machos rejeitadas voam até bares, onde esgotam a paciência dos empregados com as suas confidências amorosas e olham com desprezo para as fêmeas felosas de mosquito que estão ao balcão, sozinhas (o enorme bico dos mosquitos é considerado tão inestético pelas moscas macho como o nariz da Dulce Pontes pelos machos humanos). Porém, após uma dúzia de cervejas, os machos começam a olhar para as fêmeas mosquito com outros olhos, mais benevolentes, terminado a noite a achá-las tão bonitas como uma colorida mosca-da-fruta e normalmente levando-as para a cama. No dia seguinte, quando acorda ressacado ao lado da fêmea mosquito, o macho mosca diz “que grande m…”, visualizando uma bosta e lembrando-se por isso que é altura de tomar o pequeno-almoço. VE

SIGA-NOS NO FACEBOOK


Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.

Tópicos

Últimas

Do arquivo