Sem abrigo condenado por roubar champô candidata-se à Câmara de Oeiras

Mário Botequilha 1 de Fevereiro de 2012

Um sem-abrigo do Porto foi ontem condenado a uma multa de 250 euros por ter roubado um champô e um polvo de um supermercado Pingo Doce. Falhou assim a estratégia da defesa de transferir o domicílio fiscal do polvo e do champô para a Holanda.

O condenado vai apostar num recurso que, ao que explicou ao INIMIGO, consiste em candidatar-se à câmara de Oeiras, evitando, deste modo, a multa, o trabalho comunitário e as manchetes do “Correio da Manhã”. O sem-abrigo já está a aprender o essencial da construção de rotundas com repuxo e declarou ao INIMIGO que “o polvo e o champô não eram meus. Eram de um sobrinho taxista na Suíça”. MB



SIGA-NOS NO FACEBOOK


Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.


Tópicos

Últimas

Do arquivo