Solários oferecem sessões que branqueiam a pele a funcionários veraneantes que querem disfarçar baixas fraudulentas

João Henrique 31 de Julho de 2011

Os solários encontraram uma alternativa de negócio durante os meses de Verão, altura em que os portugueses podem bronzear-se com o sol e dispensam os serviços de bronzeamento artificial.

Com o reforço na fiscalização, levada a cabo por parte da Segurança Social, os serviços de branqueamento da pele estão a ser um enorme sucesso comercial em centenas de solários em Portugal. “Com mais de 700 mil baixas anuais, Portugal é um mercado absolutamente fabuloso! É aconselhável fazer um número mínimo de 20 sessões de branqueamento da pele para que a junta médica depois não desconfie e não suspenda a incapacidade. Temos vários preços. As sessões para beneficiários de baixas médicas de longa duração são as mais caras, como é óbvio”, informou uma dona de um solário. JH




SIGA-NOS NO FACEBOOK


Sexta-feira acompanhe a versão impressa do Inimigo Público com o jornal Público.

Tópicos

Últimas

Do arquivo