Freira que desviou dinheiro de colégio americano era a confessora de Oliveira e Costa no BPN

António Marques 21 de Dezembro de 2010

Nos anos 80, havia um mito estudantil que nunca falhava, quando se via uma freira era certo que um professor faltaria.

Hoje, com tantas greves da Fenprof, os alunos parece que andam nos corredores do Vaticano. A Igreja Católica é o Sporting das religiões, anda pelas ruas da amargura, depois dos padres pedófilos, temos freiras que desviam dinheiro, pelo que os 10 Mandamentos só fazem agora sentido, se tirarmos a parte do Não.

Nos EUA, uma freira que geria as finanças de um colégio de Nova Iorque desviou 850 mil dólares e gastou o dinheiro em artigos de luxo, como hábitos Dolce&Gabbana, crucifixos Chopard e terços Boucheron. Ao que o IP apurou, a freira foi durante muitos anos a confessora e guia espiritual de Oliveira e Costa, de Vale e Azevedo, de José Penedos, de Armando Vara e de Rui Pedro Soares , “ os meus ricos meninos”, como a bondosa religiosa lhes chamava carinhosamente. A.M

Seja fã do Inimigo Público no Facebook

Tópicos

Últimas

Do arquivo