Bento conquistou balneário mas bidé e lavatório ainda estão com Queiroz

Mário Botequilha 13 de Outubro de 2010

As duas vitórias por 3-1, contra Dinamarca e Islândia, originaram um coro de elogios a Paulo Bento e ao seu método inovador que consiste em colocar os jogadores nas suas posições naturais e não convocar zés castros.

Diz-se que Bento conquistou o balneário mas o INIMIGO sabe que pelo menos o bidé, o lavatório e o urinol continuam com Carlos Queiroz, o homem que colocou a louça sanitária no lugar central que lhe cabe por direito na estrutura do futebol português. Gilberto Madaíl desvalorizou esta questão, garantindo que “os nossos futebolistas já nem sequer utilizam o bidé porque, a partir do Mundial 2002, passaram a urinar no duche, como as pessoas normais”. MB

Tópicos

Últimas

Do arquivo