Ramos-Horta está solidário com “sofrimento português” e músicos timorenses lançam música “Ai Lisboa“

António Marques 9 de Outubro de 2010

Ramos-Horta diz que “dói o coração ver o sofrimento dos portugueses”.

O IP entrevistou o Nobel da Paz, devido à sua luta contra a tirania indonésia: “Alto aí! Os indonésios, hoje o nosso maior parceiro comercial, sempre foram amigos dos timorenses! Aliás, as nossas crianças têm o indonésio como segunda língua! Timor vai ser rico, com triliões de barris de petróleo para explorar e por isso, vamos ajudar Portugal! Nega-se a reforma / Nega-se o aumento / Não há dinheiro para pagar / No Rato deserto fica o desejo / Da maioria absoluta por conquistar / Gastando milhões que não tiveste / Pediste dinheiro que não é teu / Ai Portugal nunca sonhaste / Ver o FMI a fazer de Deus / Nobre FMI que vens senhor / Por sobre as asas do teu dragão / Salvar a economia do estertor / Que tá pior que a do Cazaquistão / Ai Lisboa / Calam-se as vozes / Dos teus avós / Ai Lisboa se outros calam / Cantemos nós! “. AM

Tópicos

Últimas

Do arquivo