Portas quer que Festivais de Verão apoiem mais os pequenos e os médios grupos de rock e hip-hop

Inimigo Público 20 de Julho de 2010

O líder do CDS-PP, Paulo Portas, classificou hoje de «vergonha» a situação relativa às verbas do Programa de Desenvolvimento Musical, que estão por pagar aos pequenos e médios músicos portugueses.

O líder centrista aproveitou para criticar a programação musical do Festival Sudoeste. “O privilégios vão sempre para os mesmos. Os que actuaram no palco principal têm ligações com o PS e foram tratados como se fossem o BPN e o BPP. O DJ dos Buraka Som Sistema é assessor de João Galamba, candidato a deputado pelo PS. O Mike Patton dos Faith no More é militante do Partido Socialista e a Lilly Allen apoia António Costa para a Câmara de Lisboa. Os Virgem Suta, um grupo de músicos de baixos recursos económicos, foram colocados a tocar no palco mais pequeno do Sudoeste e ainda tiveram de pagar do seu bolso as palhetas e os All-Stars”, afirmou Portas.

Tópicos

Últimas

Do arquivo