Portugueses querem lá saber o que pensa o Luís Freitas Lobo sobre a goleada à Coreia do Norte porque não gostam de ciência

Vítor Elias 24 de Junho de 2010

O Eurobarómetro revelou que os portugueses são os europeus menos preocupados com ciência, não querendo saber para nada do assunto. Assim, a maioria dos portugueses ficou eufórica com a histórica goleada de ontem à Coreia do Norte, mas não está minimamente interessada em saber o que o comentador Luís Freitas Lobo pensa sobre as “o passe perpendicular tangencial convexo do Tiago” no lance do primeiro golo ou como analisa “o efeito gravitacional sobre a bola na imponderabilidade dela se deter nas costas no jogador contra todas as previsões euclidianas do espaço-tempo” sobre o chouriço que Cristiano Ronaldo teve no seu golo. “Lamento que as minhas análises proto-científicas da fenomelogia do esférico não sejam convenientemente transmitidas pelos neurónios no córtex pré-frontal dos portugueses”, explicou o comentador desportivo ao IP. VE

Tópicos

Últimas

Do arquivo